O oceano oferece várias formas de energia renovável, e cada uma é impulsionada por forças diferentes. Energia a partir das marés e das ondas do mar pode ser aproveitada para gerar energia sustentável, o calor armazenado na água do mar também pode ser convertido em eletricidade através de trocadores de calor…

  • Energia das Ondas

O movimento de vai-e-vem ou, para cima e para baixo das ondas pode ser capturado e utilizado para gerar energia renovável. Por exemplo, para forçar o ar para dentro e para fora de uma câmara conduzindo um pistão ou girando uma turbina que pode alimentar um gerador de energia elétrica.

  • Energia das Marés

    O aproveitamento da energia das marés envolve aprisionamento de água na maré alta e, utiliza a vazão no período onde a maré está baixando para gerar energia elétrica renovável. É uma forma similar às hidrelétricas. Algumas grandes instalações no Canadá e na França produzem energia renovável suficiente para abastecer milhares de casas.

.

Eorum enim est haec querela, qui sibi cari sunt seseque diligunt. Simus igitur contenti his. Invidiosum nomen est, infame, suspectum. Ostendit pedes et pectus. Negare non possum. Sed quid ages tandem, si utilitas ab amicitia, ut fit saepe, defecerit?

Recte, inquit, intellegis. Ita multa dicunt, quae vix intellegam. Quod autem in homine praestantissimum atque optimum est, id deseruit. Dolor ergo, id est summum malum, metuetur semper, etiamsi non aderit; Beatus sibi videtur esse moriens. Idemne potest esse dies saepius, qui semel fuit? Tu vero, inquam, ducas licet, si sequetur; Sed haec omittamus;

Neutrum vero, inquit ille. Potius ergo illa dicantur: turpe esse, viri non esse debilitari dolore, frangi, succumbere. Tria genera bonorum; Neque enim disputari sine reprehensione nec cum iracundia aut pertinacia recte disputari potest. Nam illud vehementer repugnat, eundem beatum esse et multis malis oppressum. Estne, quaeso, inquam, sitienti in bibendo voluptas? Beatus sibi videtur esse moriens.