C. Menezes Engenharia & Energia
28 jan 2020

Baterias de cânhamo são ainda mais poderosas que o lítio e o grafeno, mostra um novo estudo

O cânhamo é uma planta incrivelmente versátil que pode ser usada para uma enorme variedade de propósitos.

Utilizada na fabricação sustentável de roupas, alimentos e papel, além de ter grandes fins industriais, novas pesquisas sugerem agora que as baterias de cânhamo são ainda mais poderosas que o lítio e o grafeno.

Em seu popular canal no YouTube, Robert Murray Smith discutiu a experiência.Leia Mais

21 jan 2020

Inversor Solar Abb Aldo Solar 3p319901000a Uno-dm-6.0-tl-plus-sb-g 6.0kw Monofasico 220v 2 Mppt

ALDO SOLAR, apresenta a série de inversores UNO PLUS da ABB, uma solução ideal para sistemas fotovoltaicos compactos que reúnem a qualidade e a engenharia ABB em um pacote leve, interativo e altamente tecnológico.

Link para comprar: CLIQUE AQUI
Destaques:

– Comunicação sem fio com servidor da web integrado
– Conectividade interativa para construção e integração com redes inteligentes
– Fácil capacidade de montagem e configuração
– Controle dinâmico de alimentação (“injeção zero´´)
– Atualização remota de firmware Over-The-Air (OTA) para inversor e componentes
– Entrada dupla com MPPT independente de fácil instalação
– Compatível com Modbus TCP/RTU Sunspec
– Monitoramento remoto na nuvem Aurora Vision®
– 97% de eficiência e baixos custos de manutenção

Entrada (CC):

– Máxima tensão de entrada (Vmax): 600V
– Tensão de partida (Vstart): 200V (ajuste 120V – 350V)
– Tensão nominal (Vccr): 360V
– Potência nominal (Pccr): 6.200W
– Número de rastreadores: 2 x MPPTs
– Potência max. para cada MPPT: 4.000W
– Faixa de tensão de entrada do MPPT: 160V – 480V
– Corrente de entrada máx. (Iccmax): 40A
– Corrente te entrada máx. por MPPT: 20A
– Corrente de curto circuito máx. por MPPT: 25A
– Número de pares de entrada por MPPT: 2
– Tipo de conexão: FV de Ajuste Rápido

Proteções de Entrada:

– Proteção contra polaridade reversa: Sim, da fonte de corrente limitada
– Proteção contra sobretensão de entrada para cada MPPT: Sim
– Isolamento de painéis fotovoltaicos: Sim, de acordo com o padrão local
– Classificação do comutador CC para cada MPPT: 32A / 600V

Saída (CA):

– Tipo de conexão a rede: Monofásico
– Potência nominal de saída (Pcar): 6.000W
– Potência máx. de saída (Pcamax): 6.000W
– Potência aparente máx. (Smax): 6.650VA
– Tensão nominal da rede (Vac,r): 230V
– Faixa de Tensão (conexão a rede): 180V – 264V
– Corrente máx. de saída (Iac, max): 30A
– Frequência de saída nominal: 50Hz / 60Hz (47 – 63Hz)
– Fator de potência nominal e faixa ajustável: > 0,995
– Distorção harmônica total de corrente: < 3.5%
– Tipo de conexão: Bloco de Termilan

Proteções de Saída:

– Proteção anti-ilhamento de saída: Sim, de acordo com padrão local
– Proteção máxima de sobrecorrente externa: 40A
– Proteção contra sobretensão de saída: 2 (L-N / L-PE)

Performance Operacional:

– Máxima eficiência: 97.40%
– Eficiência ponderada (EURO/ CEC ): 97%
– Alimentação no limite de energia: 8W
– Consumo noturno: < 0.4W

Sistema de comunicação:

– Interface de comunicação incorporada: Wireless
– Protocolo de comunicação incorporado: ModBus TCP (SunSpec)
– Ferramenta de comissionamento: Interface de usuário da web, monitor, Aurora Manger Lite
– Monitoramento: Gerente de Portfólio de Planta, Visualizador de Planta, Visualizador de Planta para Celular

Especificações Gerais:

– Nível de isolamento: sem transformador
– Classificação de proteção: IP65
– Sistema de montagem: suporte de parede
– Faixa de temperatura ambiente: -25°C a 60°C
– Refrigeração: Natural
– Umidade relativa permitida: 0 a 100% de condensação
– Máxima altitude operacional: 2.000m

Especificações Físicas:

– Dimensões (AxLxP): 418 x 553 x 180mm
– Peso: 20.5kg

Segurança e padrão EMC:

– EN 50178, IEC/EN 62109-1, IEC/EN 62109-2, AS/NZS 3100, EN61000-6-1, EN 61000-6-3, EN 61000-3-11 e EN 61000-3-12
– INMETRO 000166-2018

INMETRO:
000166/2018

13 dez 2019

Potencial solar do Ceará é suficiente para suprir em duas vezes a necessidade do País

O potencial solar fotovoltaico do Ceará, avaliado em 643 gigawatts (GW), é suficiente para suprir em mais de duas vezes a demanda atual de energia elétrica do Brasil, segundo aponta o Atlas do Potencial Eólico e Solar do Ceará, que será apresentado na segunda-feira (16) na Federação das Indústrias do Ceará (Fiec). De acordo com o documento, o potencial para geração de energia eólica no Estado, por sua vez, é de 94,3 gigawatts.Leia Mais

28 nov 2019

Gree amplia linha de ar-condicionado fotovoltaico no Brasil e anuncia modelo com sistema inteligente

A busca por condicionadores de ar movidos à energia solar vem crescendo cada vez mais em todo o mundo, já que o aparelho gera economia na conta de luz. Pioneira no desenvolvimento de tecnologia fotovoltaica para condicionadores de ar e líder global em ar-condicionado, a Gree aposta mais uma vez nessa tendência e lança o GMV-Solar com solução fotovoltaica.

O produto é o primeiro a contar como o sistema de economia de energia, qualidade e potência.Leia Mais

28 nov 2019

MPF notifica Aneel sobre taxação de 60% da geração de energia solar

Órgão recomendou que agência reveja a decisão que deve “frear o estímulo” à geração diretamente no local de consumo

O Ministério Público Federal (MPF) recomendou revisão da taxação de 60% sobre a Geração Distribuída (GD) à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). De acordo com o MPF, eventual mudança deve ser implementada de modo gradual e participativo, garantindo segurança jurídica aos produtores e consumidores desse mercado.Leia Mais

23 nov 2019

Empresários de Dourados, no Mato Grosso do Sul, investem em energia solar para reduzir custos

A energia solar fotovoltaica tem sido uma alternativa para comerciantes e empresários do Mato Grosso do Sul (MS) se protegerem dos constantes aumentos nas tarifas de energia elétrica.

Um exemplo são os empresários os Kléber Rumiatto e Márcio Loss, da cidade de Dourados, que, ao investirem em energia solar fotovoltaica, além de conforto, estão obtendo economia mês a mês.Leia Mais

23 nov 2019

Taxação de energia solar volta a ser criticada por deputados

Parlamentares de diferentes partidos tornaram a criticar, na Câmara dos Deputados, a proposta da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de reduzir gradualmente os incentivos para consumidores que geram a própria energia elétrica em suas casas ou empresas com painéis solares. A proposta de revisão das regras da chamada geração distribuída está em consulta pública pela Aneel, que receberá as contribuições da sociedade até 30 de novembro.Leia Mais